Processando informações...
Geral |
22/11/2017
Retomada dos consumidores ao mercado de crédito

O mês de outubro confirmou que a situação de endividamento e inadimplência das famílias gaúchas permanece em trajetória ascendente. O indicador atingiu 75,3% no mês passado e na comparação com o mesmo período de 2016, quando o nível de endividamento era de 64,5%, houve aumento. Parte dessa alta está ligada ao retorno das famílias ao mercado de crédito, atraídas pela queda das taxas de juros e pela maior confiança na permanência de seus empregos. Os dados estão na Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), divulgada pela Fecomércio-RS.

A PEIC indica estabilidade no indicador que avalia a parcela da renda comprometida com dívidas. Em outubro, na média em 12 meses, ficou em 33,1% e o tempo de comprometimento da dívida, também no período de 12 meses, permaneceu em 8,0 meses. O cartão de crédito tem o maior peso no endividamento dos gaúchos (82,3%), seguido por carnês (32,5%), financiamento de veículos (20,2%) e cheque especial (11,2%).

A dificuldade das famílias em sair da situação de inadimplência continuou em nível elevado em outubro. No mês, o percentual de famílias gaúchas com contas em atraso (37,6%) foi superior ao mesmo período de 2016 (29,4%), no entanto, o indicador não chegou a atingir o seu maior patamar. O recuo da inflação e dos juros, que aos poucos, tem sido repassado aos consumidores, contribuem para a estabilidade do indicador ao longo deste ano. 

0 COMENTÁRIO

Para poder comentar nesta notícia é necessário estar logado.

Para se logar clique aqui

Caso não tenha cadastro clique aqui para criar um usuário
Cursos e Palestras
Agenda
Arquivo de Notícias
Sindicato do Comércio Atacadista de Porto Alegre e do Estado do Rio Grande do Sul
Av. Julio de Castilhos, 440/15º andar - cep 90030-130 - Porto Alegre/RS
Fone/fax: (51) 3214.7400 - sac@sindiatacadistas.com.br